quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Novos pontos de ônibus em São Paulo: design e propaganda de mais, proteção e informação de menos

Desde o início do ano de 2013 começaram a ser implantados os novos pontos de ônibus da cidade de São Paulo, herança da antiga gestão. A empresa vencedora da licitação é responsável pela instalação e manutenção dos pontos e relógios, e com isso terá o direito de explorar com espaços para publicidade. O fato é que o contrato é longo e, gostando ou não, o paulistano vai ter que se acostumar. Podem ser feitas duas análises sobre os pontos de ônibus:
 
1. Em relação à proteção contra chuvas, ele é bastante aberto e, assim como os antigos pontos de ônibus, com qualquer chuva de vento torna-se impossível não se molhar. Porém, pouco pode-se fazer em relação à este problema, uma vez que em dias muito quentes, um ponto mais fechado provavelmente não seria tão utilizado. Já em relação à proteção contra os raio solares, houve uma infeliz escolha de vidro transparente no teto que incomoda demais os usuários em dias quentes. É algo que poderia - e deveria - ser alterado nas próximas instalações e manutenções. 

2. A informação ao usuário é o
pior aspecto dos pontos. A cidade de São Paulo historicamente informa muito mal seus usuários de transporte público, sendo muito comum não haver nenhuma informação das linhas nos pontos de ônibus. É normal também, ver as pessoas pararem todos os ônibus para perguntar aos motoristas sobre trajetos e destinos.
Os novos pontos de ônibus são instalados muito rapidamente, e em questão de poucos dias a propaganda começa a ser explorada. Já as informações ao usuários demoram semanas, as vezes meses para serem instaladas, e ainda sim muito simples e com pouca informação. 

As figuras abaixo mostram (i) o ponto de ônibus em São Paulo, com seu minúsculo adesivo de informações e (ii) o exemplo de um painel de informação típico em Londres, que é apresentado em cada ponto de ônibus. Além disso, lá são apresentadas informações separadas de cada linha nos pontos, com a tabela de horários.

i. Novos pontos de ônibus de São Paulo

ii. Informação ao usuário nos pontos de ônibus em Londres


É visível a diferença de cuidado com o usuário. Em casos como o da capital inglesa, aumenta muito a eficiência do transporte com a redução do número de paradas inúteis na viagem.
As novas tecnologias de informação e a popularização dos smartphones também ajuda os usuários, mas é impossível imaginar que isso seja suficiente. A informação é extremamente importante no transporte público, e deveria ser vista com mais seriedade pelo poder público. Ainda mais em tempos de grandes eventos internacionais numa metrópole como São Paulo, que recebe grande quantidade de turistas que não têm nenhum dever de saber com detalhes seus destinos ao usar os ônibus.

(L. M. Alves)

Nenhum comentário: