sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Arena Odebrecht, ou o Fielzão

Depois de muita expectativa e muito jogo político parece estar se dando o desfecho da escolha da sede da abertura da Copa do Mundo de 2014. Após um projeto para 48.000 pessoas apresentado pelo São Paulo Futebol Clube, outro para capacidade parecida apresentado pela Sociedade Esportiva Palmeiras, especulações sobre uma possível reforma no Pacaembu feita pela prefeitura e até um projeto apresentado Associação Portuguesa de Desportos, tudo parece estar caminhando para a escolha do estádio apresentado pela empresa construtora Odebrecht junto ao Sport Club Corinthians Paulista. O problema é que o projeto apresentado ainda não foi analisado pelo comitê da Fifa e a princípio conta com capacidade de aproximadamente 50 mil pessoas, quantidade ainda insuficiente para abertura do evento esportivo de 2014. Até agora o motivo da suposta escolha desse "estádio" é devido à garantia financeira, dada pela empresa construtora. Fato esse, o único a tornar esse projeto "melhor" que os demais apresentados, ou apenas um mero pretexto já que a escolha final foi política sem um concorrência leal entre propostas.

Arena Odebrecht / Fielzão

Apesar de tudo, isso nos leva a pensar que essa deve ser exatamente a melhor escolha para São Paulo. Isso por que a região leste da cidade, historicamente mais carente de infra-estrutura urbana, está passando por uma mudança com investimentos em transporte, lazer e educação. Alguns anos atrás houve a criação da USP Leste, levando uma das melhores universidades do país à região. Próximo à estação de metrô Corinthians-Itaquera há o projeto do conjunto cultural e de convenções, além das Fatec/Etec e Senai levando mais opções de cursos profissionalizantes. O shopping-metrô junto à estação, e toda operação urbana que deve passar a mudar a cara da região. Agora com o estádio sede da abertura da Copa do Mundo, há ainda mais motivos para essas obras de melhoria, o que pode torna-las ainda mais rápidas.

Operação Urbana em Itaquera

Conjunto Cultural e de Convenções

Deixando de lado qualquer rixa de futebol, é fácil ver que a região merece mais atenção das autoridades se comparado com as regiões do Morumbi e da Barra Funda, onde haviam outras duas grandes propostas para a Copa do Mundo.
Resta esperar que uma análise melhor seja feita pela Fifa com relação a Arena Odebrecht/Fielzão e que nem um centavo do poder público entre na obra do estádio, para sobrar assim ainda mais para a melhorias de infra-estrutura da cidade, que tanto são necessárias.

(L. Alves)

2 comentários:

Gustavo Bazante disse...

Grande Filipe, bela iniciativa.
Vi o seu post no tópico CANTEIRO DE OBRAS que fiz na comunidade de eng. civil. Bons temas e boa sorte daqui pra frente. Estarei lhe acompanhado.
Abraço

Filipe Coutinho disse...

Valeu Gustavo!
Esse texto é do meu colega Luiz Marcelo.
Gostei muito do seu blog também, ótimos textos.
Abraço