quarta-feira, 1 de julho de 2009

Projeto Ônibus Brasileiro a Hidrogênio entrega primeiro veículo em São Paulo

Acaba de começar o mês de julho, famoso pelos altos índices de poluição devido à baixa umidade nos grandes centros urbanos. Nessa época na cidade de São Paulo por exemplo, têm-se a índices pluviométricos baixíssimos (índice zero em 2008), aumentando os problemas de saúde da população.
Como tentativa de diminuir esse problema o Ministério de Minas e Energia, junto à Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP) investiram R$31 milhões no Projeto Ônibus Brasileiro a Hidrogênio, que justamente nesse 1° de julho entrega seu primeiro ônibus limpo. Esse projeto foi custeado pelo governo federal junto ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o Pnud.
O veículo apresentado hoje foi fabricado no Brasil, depois de cerca de um ano de testes. A idéia é reduzir a poluição nos grandes centros urbanos, já que 90% destes poluentes são emitidos por veículos e, dentre eles, os movidos a diesel são os mais problemáticos. O ônibus funciona com um sistema de células de hidrogêneo e baterias de energia elétrica, sistema este que permite aumentar a economia e racionalizar melhor a energia gerada.


O veículo tem capacidade para 63 pessoas e prevê-se que seu trajeto seja de 33 quilômetros na capital. Essa é uma ótima notícia para a cidade com maior frota de ônibus do mundo. Esse e mais 5 ônibus limpos serão entregues e começam a circular na cidade como forma de teste.
Fica aqui um certo alívio aos moradores dos grandes centros urbanos, sabendo que algo está sendo feito nesse sentido e esperando que no futuro, com preços acessíveis, esse tipo de condução limpa possa substituir a frota existente, para termos cidades com melhor qualidade de vida.

(L. M. Alves)