domingo, 12 de outubro de 2008

Dubai: novos desafios para a engenharia

Nos últimos dias estamos todos observando um mundo de problemas no setor imobiliário. A economia dos Estados Unidos perde trilhões, bancos fechando em todo mundo, os financiamentos cada vez mais raros e com taxas muito altas, entre outros inúmeros problemas. Enfim, a saúde econômica em todo planeta não parece estar em sua melhor forma.
Porém "ignorando" tudo isso, Dubai parece não ter sentido o impacto da crise. O presidente do consórcio Dubai World, Ahmed bin Sulaim, no dia 5 de outubro passado anunciou um novo projeto que irá desafiar os limites atuais e se tornar o edifício mais alto do mundo, com aproximadamente 1000 metros.

A previsão é de que o edifício fique pronto em 2020 e supere o posto de "mais alto do mundo" do edifício Burj Dubai, ainda em construção na própria cidade, com 818 metros de altura.
O projeto final ainda não está pronto, porém já se pode prever as dificuldades que deverão ser enfrentadas pelos engenheiros a fim de manter a qualidade dos sistemas, tendo em vista as diferenças entre edifícios comuns e de grande porte como este.
Problemas como a diferença de temperatura entre as duas extremidades do edifício, aproximadamente 10⁰, devem ser levados em conta. Sistemas de elevadores apresentam uma complexidade enorme, assim como sistemas de alarme contra incêndio que se não dimensionados corretamente podem levar a um numero gigante de mortes por problemas que, a principio, não tomariam tamanha dimensão.
Essas novas barreiras a serem ultrapassadas na construção d
este edifício são evidentes, já que se comparados com tudo que foi construído até entao, Dubai fica muito a frente em matéria de monstruosidade de construções. As novas duas torres chegam a duas vezes o tamanho de edifícios que até alguns anos atrás eram o que de maior podia se ver no mundo.
Deixando de lado a analise da necessidade ou não de grandes edifícios, na cidade de São Paulo os maiores prédios são de aproximadamente 170 metros de altura, ou aproximadamente 17% da altura da nova megatorre de Dubai.
Nos resta agora esperar para ver o projeto completo da nova torre e então ter a possibilidade de admirar essa maravilha de perto, após 2020.
E fica a questão: será possível vê-lo da Lua? Só depois se saberá.
E por enquanto é só.

@figura-fonte: http://rodrigobarba.com/blog/2007/10/09/burj-dubai-o-maior-predio-do-mundo/


(L.M. Alves)

Nenhum comentário: